Bordado e Saúde Mental – utopiar

Bordado e Saúde Mental

Quando você olha para os bordados da utopiar, no que você pensa?

Eu penso em muitas coisas: empoderamento, beleza, delicadeza, técnica… Mas a primeira coisa que vem à minha cabeça é saúde mental, e eu vou te contar porque. 

Não sei se você já teve a oportunidade de fazer algum artesanato, mas é extremamente gratificante quando você consegue chegar ao fim do processo. Você olha para aquela peça (independente da técnica que você tenha usado) e pensa: “Caramba, fui eu que fiz. Eu consegui.”. Pode parecer algo muito simples, mas é um primeiro passo. Um primeiro passo para ter a coragem de enfrentar outros problemas que são muito mais desafiadores.

Nós sempre vemos isso com nossas beneficiárias: quanto mais elas se desenvolvem nas técnicas, mais confiantes ficam, e começam a perceber que são capazes de muito mais do que acreditavam. Imagina a importância dessa transformação para mulheres que viveram por muitos anos em situação de violência doméstica, escutando que eram incapazes e inúteis?!

Frase "Calma tudo tem seu tempo" Bordada em Camiseta Branca
Camiseta Bordada "Calma, Tudo Tem Seu Tempo" 

 

O bordado também é uma ótima forma de lidar com o estresse. Não à toa, muitas pessoas encontraram nele uma maneira de escapar da difícil realidade que estamos vivendo desde o início da pandemia.

Nós conversamos com algumas das nossas clientes que começaram a bordar durante a pandemia (ou que já bordavam e passaram a bordar mais), e foi exatamente isso que elas nos contaram. 

Uma delas, a Mariah, estava super estressada com o trabalho e se sentia muito sozinha por causa do isolamento social. Para se distrair e ocupar a cabeça e o tempo, ela decidiu procurar por um hobby.

Por já gostar muito de desenhar e ter noções de costura, o bordado surgiu como a solução perfeita para o que ela buscava. E foi mesmo! Com a prática, ela percebeu que poderia tentar outros pontos e desenhos mais desafiadores e está super contente com os resultados que está alcançando. 

Também conversamos com a Natália, uma outra cliente nossa, que nos contou que para ela bordado virou sinônimo de auto estima. Ela começou a bordar um pouco antes da pandemia, mas com o isolamento social, passou a bordar muito mais. Ela encontrou no bordado algo que era apenas dela, o que fez ela se sentir única, e especial. Para ela, bordar é criar significado, eternizar um momento ou um sentimento. Ela relatou uma situação muito emocionante na qual uma amiga da mãe dela estava internada e muito doente. Por isso sua mãe pediu para que ela bordasse um espírito santo para a amiga. Quando recebeu o presente, a amiga ficou muito emocionada com a atitude, e o guarda até hoje com muito amor. 

Camiseta Bordada Não Me Apequene

Camiseta Bordada "Não Me Apequene"

 

Para nossas beneficiárias, o bordado também é uma maneira de se conectar com outras pessoas. Através das nossas oficinas, elas conhecem e conversam com outras mulheres que estão passando por situações similares. 

"Graças às meninas que conheci aqui, minha vida mudou pra melhor. É muita história, muita risada e muita motivação, sabe? E é maravilhoso porque a gente pensa que nunca mais vai encontrar pessoas que se importem com você.”  - Lavanda 

Pensando nisso, começamos uma nova série no IGTV com dicas rápidas de costura para você também por a mão na massa e viver todas essas experiências que o fazer manual nos proporciona.

Espero que você também tenha seu jeitinho de lidar com os desafios do dia-a-dia e, assim como eu, veja a arte como uma ferramenta de transformação pessoal. 

 

 

 

 

Prontinho! Agora é só usar o cupom PRIMEIRACOMPRA ao finalizar seu pedido :)