Mulheres que contam suas histórias - Lavanda – utopiar

Mulheres que contam suas histórias - Lavanda

A gente jurou amor eterno por uma pessoa que não soube valorizar, que não soube cuidar.

 

Minha família nunca foi por mim. Sempre fui eu por mim, e ele, e minha filha. Então quando eu passei por tudo isso, eu me vi muito perdida, sabe? Muito perdida. Eu pensei em me jogar em drogas, ficar louca. Só que toda vez que eu olhava pro lado e via minha filha dormindo, eu sempre falava “por que que eu vou fazer isso? Ela depende de mim… pra tudo”. É uma coisa que me motivou muito, a procurar a me tratar, porque eu tava muito mal e nao queria mostrar isso pra ela, só que não tinha como porque tava estampado. 

 

Até que um certo dia que tava andando na rua e alguém veio e me disse ‘ você é muita amada. E você vai conseguir” e me chamou de linda no dia em que eu estava mais feia. E eu não preciso dizer de novo pra vocês que é complicado a gente confiar nas pessoas. Até em mulheres, porque eu era uma pessoa que julgava muito quando acontecia algo assim na vida delas, e passar por isso, ver o quanto é difícil, porque entrar a gente consegue, mas quem viveu sabe o quanto que é difícil sair. Porque a gente coloca mesmo uma venda no olho e esquece de se amar. E hoje eu me amo muito. Mas hoje eu não sou mais aquela pessoa que tem um coração puro. Hoje em dia tudo que eu olho, eu vejo maldade. E quando eu vejo alguém passando por isso, sempre falo “gente, vocês conseguem” e elas “Não, eu não consigo”, mas eu insisto que elas conseguem, porque eu consegui.

 

Eu tenho amigas que apanham o tempo todo, eu era só de vez em quando, ou quando a gente brigava, e eu consegui sair dessa relação porque minha irmã me levou forçada até a delegacia, senão eu não ia, não queria denunciar ele. Só que eu não aguentava mais. Eu olhava pro meu corpo e via marcas. Olhava pra um lado e via marcas, olhava pro outro e via marcas. Tenho até hoje no meu celular fotos do meu corpo, vídeos, de tudo. Minha família nunca foi por mim. Sempre fui eu por mim, e ele, e minha filha. Então quando eu passei por tudo isso, eu me vi muito perdida, sabe? Muito perdida. Eu pensei em me jogar em drogas, ficar louca. Só que toda vez que eu olhava pro lado e via minha filha dormindo, eu sempre falava “por que que eu vou fazer isso? Ela depende de mim… pra tudo”. É uma coisa que me motivou muito, a procurar a me tratar, porque eu tava muito mal e nao queria mostrar isso pra ela, só que não tinha como porque tava estampado. 

 

Hoje em dia eu olho pra trás, vejo tudo que aconteceu na minha vida e falo: “caraca, eu consegui!” Nossa, é muito legal isso. Passa todo um filme na minha cabeça de tudo que eu vivi e eu choro, às vezes de felicidade, porque eu consegui sair viva dessa, eu tive essa sorte. Quando eu precisei, ninguém estava por mim. Mas graças as meninas que eu conheci aqui, minha vida mudou pra melhor. É muita história, é muita risada e muita motivação, sabe? E é maravilhoso porque a gente pensa que nunca mais vai encontrar pessoas que se importem com você.

Obrigada! Aqui está o seu cupom: PRIMEIRACOMPRA. Não perca a oportunidade e venha utopiar com a gente :)