O impacto do Covid-19 na violência doméstica – utopiar

O impacto do Covid-19 na violência doméstica

Normalmente, a violência doméstica já é muito preocupante…

De acordo com a OMS, Brasil é o quinto país do mundo que mais mata mulheres. Em 2018, a cada minuto, 9 mulheres foram vítimas de algum tipo de agressão.

Corremos mais risco dentro de casa do que nas ruas, pois nossos principais agressores são maridos, namorados e ex.

...e em tempos de quarentena, requer ainda mais atenção!

Esse cenário, que já é muito grave, está se intensificando durante o isolamento social. O aumento da pressão social, psicológica, medo e insegurança, aliado a um eventual consumo de álcool e drogas pode intensificar a violência.

E isso já começa a aparecer nos números: aumento de denúncias, pedidos de medidas protetivas e, infelizmente, em São Paulo, o dobro de mulheres assassinadas em comparação ao mesmo período do ano passado

Esse problema, que sempre foi muito grave, pede ainda mais urgência. Não podemos achar que é uma responsabilidade apenas do governo, mas de todas e todos nós, cidadãs e cidadãos. Somos todos corresponsáveis e é nosso dever agirmos para que esses números caiam.

Por isso, começamos a trazer por aqui os principais pontos da violência doméstica. Esperamos que vocês aprendam com essa iniciativa e compartilhem com seus familiares, amigos, vizinhos e colegas de trabalho. Enviem para quem vocês desconfiam que esteja vivendo uma situação de violência doméstica, mas também enviem para quem não está...essas pessoas podem acolher quem precisa e disseminar ainda mais essas informações.

Mesmo isolada, ninguém está sozinha.

Se preferir, assista ao vídeo de apoio: https://www.youtube.com/watch?v=EeEZADORlqc

Prontinho! Agora as novidades irão até você ;)